sábado, 17 de outubro de 2009

Porque devemos reciclar?!

A reciclagem do óleo usado tráz grandes benefícios ao meio ambiente. Há quem o transforme em sabão, ração animal, tintas, vernizes, biodiesel, artefatos explosivos, cosméticos e componentes para outras indústrias. A quantidade de lixo produzida diariamente por um ser humano é de aproximadamente 5 Kg.
Se somarmos toda a produção mundial, os números são assustadores.
Só o Brasil produz 240 000 toneladas de lixo por dia.
O aumento excessivo da quantidade de lixo se deve ao aumento do poder aquisitivo e pelo perfil de consumo de uma população. Além disso, quanto mais produtos industrializados, mais lixo é produzido, como embalagens, garrafas,etc. Apenas 11% do lixo no Brasil é reciclado.
Reciclagem é um termo originalmente utilizado para indicar o reaproveitamento (ou a reutilização) de um polímero no mesmo processo em que, por alguma razão foi rejeitado.
Com a colaboração da população, podemos facilitar ainda mais o processo de reciclagem. A reciclagem do material é muito importante, não apenas para diminuir o acúmulo de dejetos, como também para poupar a natureza da extração inesgotável de recursos. Veja como fazer a coleta seletiva e dar a sua parcela de contribuição na preservação do meio ambiente.
Por que devemos reciclar?
Porque reciclar é 15 vezes mais barato do que jogar o lixo em aterros.
Nos países desenvolvidos como a França e Alemanha, a iniciativa privada é encarregada do lixo. Fabricantes de embalagens são considerados responsáveis pelo destino do lixo e o consumidor também tem que fazer sua parte. Por exemplo, quando uma pessoa vai comprar uma pilha nova, é preciso entregar a usada.

Uma garrafa plástica ou vidro pode levar 1 milhão de anos para decompor-se. Uma lata de alumínio, de 80 a 100 anos, o óleo vegetal usado impermeabiliza a terra e a deixa improdutiva, além de poluir o lençol freático. Porém todo esse material pode ser reaproveitado, transformando-se em novos produtos ou matéria prima, sem perder as propriedades.
Separando todo o lixo produzido em residências, estaremos evitando a poluição e impedindo que a sucata se misture aos restos de alimentos, facilitando assim seu reaproveitamento pelas indústrias. Além disso, estaremos poupando a meio ambiente e contribuindo para o nosso bem estar no futuro, ou você quer ter sua água racionada, seus filhos com sede, com problemas respiratórios?
Algumas Vantagens:
• Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Pense na quantidade de papel que você já jogou fora até hoje e imagine quantas árvores você poderia ter ajudado a preservar.
• Cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado, evita que sejam extraídos do solo cerca de 5.000 quilos de minério, a bauxita.
• Quantas latinhas de refrigerantes você já jogou até hoje?
• Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes.

Agora imagine só os aterros sanitários: quanto material que está lá, ocupando espaço, e poderia ter sido reciclado!
• Economia de energia e matérias-primas. Menos poluição do ar, da água e do solo.
• Melhora a limpeza da cidade, pois o morador que adquire o hábito de separar o lixo, dificilmente o joga nas vias públicas.
• Gera renda pela comercialização dos recicláveis. Diminui o desperdício.
• Gera empregos para os usuários dos programas sociais e de saúde da Prefeitura.
• Dá oportunidade aos cidadãos de preservarem a natureza de uma forma concreta, tendo mais responsabilidade com o lixo que geram.

Benefícios da Reciclagem
A produção de lixo vem aumentando assustadoramente em todo o planeta. O lixo é o maior causador da degradação do meio ambiente e pesquisas indicam que cada ser humano produz, em média, pouco mais que 1 quilo de lixo por dia. Desta forma, será inevitável o desenvolvimento de uma cultura de reciclagem, tendo em vista a escassez dos recursos naturais não renováveis e a falta de espaço para acondicionar tanto lixo.
Todo lixo produzido, normalmente é recolhido pelos caminhões e levado até as centrais de reciclagem e lá é separado e classificado para o reaproveitamento. Muitas famílias sobrevivem da venda deste material. A separação do lixo, orgânico (molhado) do inorgânico (seco), é importantíssima para o processo da reciclagem, uma vez que, quando misturado dificulta no processo de "garimpagem" dos catadores de lixo.
Algumas constatações merecem destaque por sua importância: as garrafas de refrigerantes (PET) são transformadas em tecido para fazer calça jeans; uma tonelada de plástico reciclada economiza 130 quilos de petróleo; depois de reciclado, o plástico ainda pode virar carpetes, mangueiras, cordas, sacos, pára-choques; reciclar uma tonelada de papel poupa 22 árvores, consome 71% menos energia elétrica e polui o ar 74% menos do que fabricá-la; Reciclar 1 litro de óleo vegetal usado poupa 0,700kg de carbono e deixa de poluir 20 mil litros de águas potáveis.


--------------------------------------------------------------------------------

Segundo a Oil World, o Brasil produz 9 bilhões de litros de óleos vegetais por ano. Desse volume produzido, 1/3 vai para óleos comestíveis. O consumo per capita fica em torno de 20 litros/ano, o que resulta em uma produção de 3 bilhões de litros de óleos por ano no país. Se levarmos em consideração o montante coletado de óleos vegetais usados no Brasil, temos algo em torno de 1% a 2% do total produzido, ou seja, 1 milhão e meio de litros de óleos usados. E o restante?
Cremos que mais de 200 milhões de litros de óleos usados por mês vá para rios e lagos comprometendo o meio ambiente de hoje e do futuro.
Se coletado, este volume poderia colaborar com 80% da produção do B3 aqui no Brasil com custo 20% reduzido.
Hoje o óleo é o maior poluidor de águas doces e salgadas das regiões mais adensadas do Brasil.
Embora o óleo represente uma porcentagem ínfima do lixo, o seu impacto ambiental é muito grande, representando o equivalente da carga poluidora de 40.000 habitantes por tonelada de óleo despejado em corpos d'água. Apenas um litro de óleo é capaz de esgotar o oxigênio de até 20 mil litros de água, formando, em poucos dias, uma fina camada sobre uma superfície de 100 m2, o que bloqueia a passagem de ar e luz, impedindo a respiração e a fotossíntese
Outro ponto importante em relação ao uso de óleo é a maneira como ele é jogado fora. Jogá-lo pela pia, além de entupir a rede, é prejudicial ao meio ambiente. Há quem fale em colocar o resíduo dentro de uma garrafa plástica e jogá-la no lixo. No entanto essa não é a melhor solução, pois, em caso de vazamento, o resíduo pode contaminar águas subterrâneas.
O óleo vegetal usado que é coletado nos PEV (Postos de Entrega Voluntária) é tratado e enviado a indústrias de biodiesel, sabão, outros óleos, componentes para indústria química e de moldes, tintas, vernizes e artefatos explosivos.

Um comentário:

Priscilla disse...

Olá, meu nome é Priscilla, sou de RO e cursei Engenharia de produção, atualmente estou em Rondônia escrevendo minha monografia sobre a reciclagem de pet e gostaria de saber se você possui algum contato de empresas de reciclagem de Rondônia para que eu pudesse fazer alguma visita para conhecer melhor o processo e obter alguns dados.
Se puder me fornecer algum telefone ou endereço ajudaria muito.
Obrigada!